Era vez uma jovem

25/09/2017

Era uma vez uma jovem que sonhava com o mundo diferente.

Não com um mundo de sonhos e fantasia, mas coberto de paz e harmonia entre os povos!

Um mundo que talvez tivesse que caminhar sobre as pedras para chegar até a terra fértil.

Aonde pode-se semear boas sementes para colher lindas flores dos mais belos jardins!

Jardins estes que precisaram serem cuidados em tempo de sol e chuva, calmaria e tempestade, para poderem sobrevirem a dor, e assim, doarem sua beleza a quem por eles passarem.

Esta jovem sonhava com um mundo que só o seu coração sentia.

Não era um mundo aonde tudo daria certo, mas que de concreto se tinha a certeza da honestidade, da honra da palavra a ser comprida, da importância que consiste o nosso semelhante.

Esta jovem sabe e sente que é muito mais fácil sonhar do que viver a realidade, mas ela não desiste de acreditar no dia de amanhã, assim como ela acredita, que o sol renasce todos os dias, ela crê também num mundo em que mesmo por caminhos tortuosos, chegaremos ao nosso destino, aonde as trevas passa a ser luz, a tempestade dê lugar á calmaria, o choro sesse e faça surgiu o sorriso, a tristeza vá embora e venha a alegria, a guerra termine e a paz renasça, a dor se torne nula diante a ternura do Amor!

Jovem linda que em cada dia sua vida, colhe mais uma linda flor do jardim de sua vida, e a doa ao seu e nosso Criador, com a esperança de um novo amanhecer coberto pela luz que nos conduz ao encontro do Ser Maior!