No dia

03/11/2017

Num dia de Sol, eu senti a alegria de ver a luz do meu Senhor Jesus refletindo nas cores das mais lindas flores.

Num dia de chuva, eu senti a destruição da habitação do meu irmão, por conta da omissão do homem em não fazer cumprir as leis de segurança do nosso ser. Mas de tão grande aflição eu acredito na voz do coração de todos aqueles que acreditam na preservação da vida.

No dia da partida do meu irmão, eu senti a dor da perda, a dor da saudade física, a dor que neutralizou meu coração. Mas quando todo parecia perdido, e nada teria mais sentido, do nada a luz ressurgiu trazendo a alegria de viver mais um novo dia com a certeza de que a partida não é o fim, mas sim o recomeço de tudo.

No dia do reencontro vemos a luz que nos conduz á libertação da nossa limitação, onde poderemos sentir e ver o segredo do Amor de Nosso Senhor. Nosso Deus!