No silencio do ontem

06/12/2016

No silencio do ontem, eu sinto a visão do amanhã

que com certeza, será totalmente diferente do que eu vejo no dia de hoje.

No silencio do ontem, eu sinto o frescor da terra dando vida para o nosso ser,, para viver com alegria.

Hoje eu vejo a maldade invadindo o nosso ser, que está tirando a vida da terra, a qual é fonte da nossa existência.

No silencio do ontem sinto o frescor do ar, nos trazendo o aroma da essência de cada flor, trazendo com ela a presença do Nosso Criador.

Hoje eu vejo vindo a nuvem escura sobrevoando a terra, nos impedindo de vermos o céu.

No silencio do ontem eu sinto que no dia de hoje que o amanhã pode não existir mais.

Hoje eu vejo que tudo pode ser criado, mas nem tudo pode ser consertado.

Hoje eu sinto que precisamos nos atualizar para não ficar para traz, mas não podemos nos esquecer da nossa origem, e perincipalmente de Quem nos criou e nos afirmou aqui, neste lugar, aonde para sempre não vamos ficar.

Mudar é preciso.

Mudar o nosso jeito de pensar.

Mudar o nosso jeito de agir.

Pois não somos donos da razão

Só Deus o é...

É dono do nosso coração.

De nossa vida.

Tudo está, não nas nossas mãos,

Mas sim, nas Dele.

Vamos o mundo transformar,

Para que a nuvem escura vá sumindo sobre nossas cabeças,

Para podermos ver a luz do sol brilhar...

Vinda do céu, sobre a terra e o mar.

Para que possamos ver crianças brincando com alegria,

E não mais com tristeza.

Que possamos ver no dia de amanhã,

Os anciãos contando lindas historias de amor,

E não mais de dor.

Que no dia de amanhã, possamos sentir o silencio do Verdadeiro Amor,

Dentro cada um, de nossos corações.